Depressão no trabalho: Precisamos falar de saúde mental nas empresas

depressao-pais-teste-genetico
Como os pais podem influenciar na depressão dos filhos
20 de abril de 2019
obseidade-infantil-depressao
Obesidade Infantil: Crianças obesas têm 4 vezes mais chance de ter depressão
3 de junho de 2019

Depressão no trabalho: Precisamos falar de saúde mental nas empresas

depressao-no-trabalho-capa

A depressão é a principal causa de incapacidade em todo o mundo. Segundo a OMS, estima-se que mais de 300 milhões de pessoas sofram com a doença. Como resultado, muitas vezes, o impacto da depressão também pode ser visto no trabalho.

Neste dia 1º de maio, Dia do Trabalho, o tema não poderia deixar de ser pauta. O mundo de hoje é instável, com excesso de informações e exige pessoas multitarefas. Como resultado, deu origem a gerações mais angustiadas. Por exemplo, não há mais aquela busca por uma empresa em que se trabalharia a vida toda. Em contrapartida, existe muita liberdade de escolha, o que gera incertezas.

Todo esse cenário ainda traz ambientes de trabalho competitivos, com maior pressão por resultados. Consequentemente, aumentam os riscos de transtornos mentais como depressão e ansiedade.

 

A relação entre a depressão e o trabalho

A depressão tem origem em uma combinação de fatores. Pode acontecer devido a estresse, episódios traumáticos e até mesmo por questões genéticas. Por exemplo, o transtorno pode ser hereditário. Também já foi comprovado que mulheres são duas vezes mais suscetíveis a doença do que os homens.

Quando se desenvolve a depressão no trabalho, normalmente é devido ao estresse acentuado. O ambiente das empresas de hoje traz alta carga de tarefas, equipes reduzidas e a forte cobrança por resultados. Além disso, muitas vezes envolve uma alta carga horária, que não deixa sobrar tempo para atividades de lazer e família.

Há ainda uma diferença entre o que é cobrado dos funcionários e o apoio que a empresa oferece. Com isso, surge uma degeneração psíquica que é difícil o funcionário conseguir se recuperar sem ajuda.

Clinicamente, a depressão se difere de uma simples tristeza por durar mais tempo e ocasionar um desequilíbrio químico no cérebro. Isso porque, ela gera uma queda no nível dos neurotransmissores, substâncias químicas que fazem a comunicação entre os neurônios.

 

Depressão no trabalho: O custo da doença

Além de todo o prejuízo na vida pessoal e no desempenho nas atividades do dia a dia, os custos da depressão também chegam ao trabalho. O transtorno representa perdas para a economia, empresas e sociedade. Os prejuízos relacionados à produtividade causados pela depressão chegam a 246 bilhões de dólares por ano em todo o mundo, segundo um estudo de 2016 da London School of Economics.

Os Estados Unidos têm uma perda anual de 84,7 bilhões de dólares por causa da doença. Em contrapartida, no Brasil chega a 63,3 bilhões de dólares. Com isso, é a terceira maior causa de afastamentos no INSS.

 

Iniciativas para promover a saúde mental nas empresas

A incapacidade de funcionários por causa da depressão gera custos sociais e financeiros para as empresas. Por isso, muitas empresas começaram a se preocupar com a saúde mental dos seus funcionários.

Para evitar casos de depressão no trabalho, alguns lugares já oferecem suporte para acompanhamento psicológico. Buscam também criar ambientes em que os colaboradores possam falar abertamente sobre a doença, sem qualquer estigma.

Por exemplo, uma empresa de softwares de gestão de mídias sociais de São Paulo incluiu um subsídio para terapia como parte do pacote de benefícios dos 150 funcionários.

É importante que a pessoa se sinta confortável para falar sobre seu caso de depressão no trabalho. Caso contrário, ao tentar esconder o transtorno, pode acabar piorando o quadro e desencadeando outras enfermidades.

 

O trabalho na recuperação do quadro depressivo

Quando a pessoa com depressão encontra no trabalho um ambiente acolhedor, a atividade pode ajudar na recuperação. A compreensão dos colegas e gestores também é importante para essa evolução.

A carreira profissional está ligada à identidade. Portanto, a profissão tem um papel muito grande na vida das pessoas.

Como consequência, a pessoa com depressão que se afasta do trabalho pode piorar seu quadro. Isso porque surge um sentimento de incapacidade. O que mostra a relevância de reinserir o profissional depois de uma crise de depressão.

Para um resultado positivo, é fundamental a compreensão da empresa. Muitas vezes pode ser necessário readequar o trabalho e as metas do funcionário que sofre com o transtorno.

 

Referências: Revista Exame, Organização Pan-Americana da Saúde

Deixe uma resposta