O que é Sertralina: um guia simples para leigos

Descubra como a Setralina funciona e papel dela no controle do humor.

por Guido Boabaid
01/08/2023 29/12/2023

A Sertralina vem sendo muito utilizada em tratamentos médicos nos últimos anos. Neste post, vamos explicar tudo o que você precisa saber o que é Sertralina de maneira simples e fácil de entender. E assim você entenderá os benefícios desse medicamento.

O que é Sertralina?

A Sertralina é um tipo de medicamento conhecido como inibidor seletivo de recaptação de serotonina (ISRS). É um termo grande e um pouco assustador, mas basicamente significa que a Sertralina ajuda a equilibrar a quantidade de um certo tipo de químico no cérebro, chamado serotonina. Esse equilíbrio é importante para manter nosso humor estável.

A Sertralina é usada para o que?

Geralmente usada para tratar uma variedade de condições relacionadas ao humor e à saúde mental. Acima de tudo transtornos como: depressão, transtorno de ansiedade generalizada, transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), transtorno do pânico e transtorno de estresse pós-traumático (TEPT).

Como a Sertralina funciona?

Nosso cérebro é uma rede complexa de sinais químicos. A serotonina é um desses sinais químicos que ajuda a regular o nosso humor. Pense nela como o “químico da felicidade”. A Sertralina ajuda a manter mais serotonina disponível no cérebro, e assim proporciona maior possibilidade de melhorar o humor e reduzir os sentimentos de ansiedade e depressão.

Conclusão

Concluindo, a Sertralina é um medicamento valioso para muitas pessoas que lutam contra a depressão e outros distúrbios de saúde mental. Além disso, como qualquer medicamento, deve ser usada sob a supervisão de um profissional de saúde. Depois desse post, se você acha que a Sertralina pode ser útil para você, converse com seu médico.

Faça seu teste farmacogenético cvom a GnTech

Teste farmacogenético para depressão

O teste farmacogenético para depressão mais completo do Brasil esta sendo realizado pela GnTech, laboratório pioneiro em farmacogenética no país. O exame analisa 95 fármacos e 32 genes.

Chamado de PsicoGene, o teste analisa os genes ligados aos processos de metabolização, resposta e toxicidade dos principais fármacos utilizados para tratar transtornos mentais. Entre os medicamentos estão antidepressivos como Bupropiona, Citalopram, Escitalopram, Fluoxetina e Sertralina. 

O painel farmacogenético inclui ainda ansiolíticos, estabilizantes de humor, antipsicóticos, analgésicos, psicoestimulantes, entre outras categorias de medicamentos.

Com os dados do exame o médico tem informações valiosas para escolher, por exemplo, a medicação e dosagem que tendem a ser mais eficazes e seguras para o paciente, de forma personalizada.

Postagens relacionadas

Deixe um Comentário