Testes genéticos: mitos e verdades

por Guido Boabaid
08/04/2023 28/05/2024

O teste genético nada mais é do que a análise feita dos genes de um indivíduo, com a finalidade de analisar e por fim encontrar qualquer tipo de alteração e/ou mutação que podem ser responsáveis pelo surgimento de doenças futuras, ou então que possam influenciar na metabolização de uma série de fármacos utilizados no combate de todo e qualquer tipo de doença.

Os testes genéticos são exames complementares que auxiliam toda a comunidade médica a escolher uma estratégica terapêutica e/ou então preventiva de maneira individualizada levando em consideração a genética de cada paciente.

Acompanhe o blog e saiba mais sobre o assunto.

Testes genéticos: pouca informação gera muitas dúvidas

Os testes genéticos são excelentes novidades no universo médico brasileiro, e exatamente por se tratar de algo novo, ainda são produtos que geram uma série de dúvidas, pelo simples fato de não haver muita informação circulante sobre o assunto. Dessa forma, é natural que surjam uma série de informações que sejam verdadeiras e outras que não passam de verdadeiros mitos criados e cultivados pelo público em geral. Pensando nisso a GnTech, desenvolveu esse artigo para mostrar para pacientes e médicos o que é mito e o que é verdade quando se fala sobre testes genéticos.

Mitos sobre testes genéticos

1. Os testes genéticos podem mostrar todas as doenças que uma pessoa pode ter no futuro

Esse é o maior de todos os mitos envolvendo os testes genéticos. Diferente do que muita gente pensa, os testes genéticos ainda não podem prever o desenvolvimento de todas as doenças que uma pessoa possa desenvolver no futuro. Os testes genéticos preditivos informam a probabilidade de uma pessoa desenvolver um certo tipo de doença ao longo da vida, enquanto o teste farmacogenético não faz qualquer tipo de menção a probabilidades ou diagnósticos de doenças, eles são exclusivamente voltados ao metabolismo dos fármacos.

2. Testes genéticos não auxiliam médicos na escolha dos medicamentos para seus pacientes

Mais um grande mito criado em torno dos testes genéticos. Os testes genéticos, em especial os testes farmacogenéticos, fornecem informações valiosas para o médico sobre como o paciente irá metabolizar ou responder a determinados medicamentos. Essas informações aliadas aos histórico clínico do paciente permitem uma prescrição medicamentosa personalizada de acordo com o perfil de cada paciente.

3. Testes genéticos trazem poucos ou nenhum tipo de benefícios aos pacientes

Esse mito é totalmente irreal e infundado. A grande verdade é que a utilização de testes genéticos pela comunidade médica traz uma série de benefícios aos pacientes, entre eles, a maior assertividade no tratamento, redução de gastos com tratamentos ineficazes, maior conforto para  o  paciente  evitando-se medicamentos  com  maiores  chances  de  efeitos  colaterais, maior segurança do paciente com relação aos medicamentos prescritos.

Verdades sobre os testes genéticos

1. É possível confirmar  a  existência  de  algumas patologias utilizando os testes genéticos e também ter conhecimento sobre a probabilidade de desenvolvimento de doenças futuras

Sim, isso é totalmente verdade. Através do teste genético diagnóstico, é possível confirmar a existência de algumas doenças. Os testes genéticos podem prever a chance de se desenvolver determinadas doenças antes mesmo que os sintomas apareçam. Os testes genéticos analisam alterações genéticas que podem ser herdadas ou então transmitidas para descendentes de uma mesma família. Além disso, é importante ressaltar que os testes genéticos apontam o risco genético, ou seja, probabilidades, e não garantias de desenvolvimento de determinadas doenças.

2. Testes genéticos podem orientar a prescrição médica

Essa é outra verdade sobre os testes genéticos. Com base no perfil genético o laudo mostra como cada medicamento se comporta para cada paciente, dessa forma o médico ao invés de seguir os protocolos habituais de farmacologia, ele poderá utilizar o mesmo medicamento, porém com alguns ajustes em razão das particularidades da genética do paciente, tornando o tratamento mais assertivo e confortável.

Conhecer o perfil genético de cada pessoa por meio dos testes genéticos que podem ser diagnósticos, preditivos ou farmacogenéticos, torna os tratamentos médicos mais rápidos, seguros, eficientes e econômicos, aumentando os níveis de saúde, satisfação do paciente, além é claro, de garantir maior assertividade e reconhecimento ao médico.

GnTech: trazendo o futuro da medicina para o Brasil

Parece ficção científica, mas é apenas genética. Se você é médico e quer se aprofundar no universo dos testes genéticos entre em contato conosco. A GnTech possui uma rede de profissionais altamente capacitados que são capazes de oferecer todo o suporte científico necessário para que seus pacientes recebam o que há de melhor e mais moderno na medicina.

Postagens relacionadas

Deixe um Comentário