Resiliência emocional: entenda o conceito, sua importância e como se tornar mais resiliente!

por Larissa Speck
02/05/2024 08/05/2024

Você já se perguntou como desenvolver sua resiliência emocional e superar os desafios da vida com mais leveza?

Com certeza, essa é uma habilidade que nos permite enfrentar as adversidades, adaptar-nos às mudanças e seguir em frente mesmo em tempos mais complicados. 

Se você está pronto para fortalecer essa habilidade e busca mecanismos para desenvolvê-la, continue por aqui!

Qual é o conceito de resiliência emocional?

Em termos simples, a resiliência emocional é a capacidade de lidar com dificuldades, estresses e traumas de forma saudável ao longo do dia a dia. 

Na prática, quando enfrentamos situações difíceis, como perdas, fracassos ou mudanças bruscas, a resiliência emocional nos ajuda a manter o equilíbrio emocional e a nos adaptar às circunstâncias.

Resiliência emocional como desenvolver

É como uma espécie de “mola interna” que nos permite “flexionar”, mas não “quebrar” diante das pressões da vida.

Todavia, é importante ressaltar que essa habilidade não implica em não sentir emoções como raiva, ansiedade e insegurança, mas sim em saber lidar com elas de maneira equilibrada, buscando apoio quando necessário e encontrando formas mais saudáveis de enfrentar os desafios.

Vale lembrar também que ser resiliente não significa aceitar qualquer situação, independente de suas necessidades e direitos. O ponto-chave é compreender em que medida as situações nos ajudam ou apenas atrapalham o desenvolvimento das atividades diárias.

Por que é importante ter resiliência emocional?

Agora, é importante entender por que essa habilidade é tão importante em nossas vidas:

  • Promove o bem-estar mental: o risco de desenvolver problemas de saúde mental, como ansiedade e depressão se torna menor, pois enfrentamos melhor o estresse e criamos uma mentalidade mais positiva diante das dificuldades;
  • Facilita a adaptação às mudanças: nos ajuda a adaptar rapidamente às novas situações e assim, somos capazes de aprender e evoluir com elas — isso é especialmente importante no ambiente corporativo;
  • Fortalece os relacionamentos: você se torna capaz de lidar melhor com conflitos, desenvolve uma comunicação não violenta e consegue oferecer apoio aos outros quando necessário;
  • Melhora o desempenho profissional: ajuda a desenvolver inteligência emocional para lidar com pressões, prazos apertados e feedbacks negativos, a assumir riscos e a persistir diante dos desafios.

E essas são constatações científicas: é o que mostra esse artigo publicado na Harvard Business Review. A capacidade de se recuperar de situações difíceis influencia positivamente a satisfação e o envolvimento no trabalho, o bem-estar geral, pode reduzir os níveis de depressão e até mesmo ajudar na proteção de doenças físicas.

Leia mais: 4 dicas de como desenvolver inteligência emocional

Quais são os 7 Cs da resiliência?

A teoria dos 7Cs (competência, confiança, conexão, caráter, contribuição, combate e controle) foi criada pelo pediatra Ken Ginsberg, especializado em medicina adolescente no Hospital Infantil da Filadélfia, para ajudar os mais novos a construir resiliência na infäncia, mas o método vale para todos, veja só:

  1. Competência para saber lidar com as situações;
  2. Confiança para lidar com a vida;
  3. Conexão com outras pessoas para trazer pertencimento;
  4. Caráter para desenvolver a autoestima e fazer escolhas certas;
  5. Contribuição para o mundo e, ao mesmo tempo, para si;
  6. Combate para gerenciar o estresse;
  7. Controle interno para resolução de problemas.

Como ter resiliência na vida?

A resiliência é uma habilidade que pode ser aprendida ao longo do tempo.

Veja as principais estratégias para ser mais resiliente:

  1. Pratique o autocuidado

    Priorize o sono adequado, alimentação saudável, prática de exercícios físicos e momentos de lazer.

  2. Cultive uma mentalidade positiva

    Encare as dificuldades como oportunidades de aprendizado e crescimento pessoal.

  3. Desenvolva uma rede de apoio

    Incluindo amigos, familiares ou colegas de confiança para contar em todos os momentos.

  4. Veja os desafios como oportunidades de crescimento

    Aproveite para refletir sobre as lições que você pode usar para se fortalecer.

  5. Mantenha o foco no presente

    E defina as ações que você pode tomar para lidar com os desafios de hoje.

  6. Seja mais flexível para se adaptar às situações

    Faça isso conforme elas vão surgindo, sem pressão ou reações desproporcionais.

  7. Reconheça as coisas positivas em sua vida

    Isso ajuda a manter uma atitude mais resiliente, mesmo em tempos difíceis.

Leia mais: Tipos de autocuidado e como pôr em prática.

Sou uma pessoa resiliente?

A resiliência emocional é uma qualidade que se manifesta através de características como, por exemplo, capacidade de adaptação, mentalidade positiva, resolução de problemas, autoconhecimento, autoconfiança, persistência, determinação, entre outras.

Veja as principais características de uma pessoa resiliente:

  • Adaptabilidade: tem a capacidade de se adaptar a mudanças com facilidade e não ficar presa ao passado ou resiste às transformações, mas, em vez disso, encontra maneiras criativas de lidar com novas situações;
  • Atitude positiva: apesar dos desafios, mantém uma visão positiva da vida, encontra aprendizado mesmo nas situações mais difíceis e permanece com esperança em relação ao futuro;
  • Resolução de problemas: em vez de se sentir sobrecarregado pelos problemas, enfrenta os desafios de frente, tem facilidade de identificar soluções e tomar medidas concretas para superar obstáculos;
  • Autoconhecimento e autoconfiança: tem um forte senso de confiança em si, conhece seus próprios limites e pontos fortes, o que permite enfrentar desafios com mais coragem;
  • Capacidade de lidar com emoções: em vez de negar ou esconder suas emoções, você sabe como lidar com elas de maneira saudável, aceitá-las, expressá-las e encontra maneiras de lidar com o estresse e a ansiedade;
  • Sociabilidade: reconhece a importância do contato com pessoas, busca apoio emocional de amigos, familiares ou colegas quando necessário e está disposta a oferecer o mesmo tipo de apoio aos outros;
  • Persistência e determinação: uma das características mais marcantes de pessoas resilientes é sua capacidade de não desistir diante das dificuldades e sua disponibilidade para enfrentar os desafios diários.

Leia mais: Benefícios da meditação e yoga na saúde mental!

Perguntas Frequentes

Confira as principais respostas para as dúvidas comuns sobre a resiliência:

O que é ser uma pessoa com resiliência?

Ser uma pessoa resiliente significa ter a capacidade de se recuperar de situações estressantes ou desafiadoras, adaptar-se às mudanças e persistir mesmo diante das dificuldades.

Como ter resiliência na vida?

Para desenvolver resiliência na vida, é importante cultivar uma atitude positiva, praticar o autocuidado, construir uma rede de apoio, aprender com a dificuldade, manter o foco no presente e cultivar a gratidão.

Sou uma pessoa resiliente?

Se você tem a capacidade de se adaptar às mudanças, persistir diante dos obstáculos, manter uma visão positiva da vida e buscar apoio quando necessário, é provável que você seja uma pessoa resiliente emocionalmente.

Conclusão

Como vimos, desenvolver a resiliência emocional pode parecer algo complicado no início, mas é treinável e pode ser aprendida ao longo da vida. Desenvolver esse tipo de habilidade pode te ajudar a enfrentar os altos e baixos da vida com maior equilíbrio e determinação. 

Lembre-se de que essa é uma jornada contínua. Com prática, autoconhecimento e determinação, você pode fortalecer sua resiliência e enfrentar os desafios da vida com mais confiança e equilíbrio emocional. 

Então, não hesite em começar hoje mesmo e descubra todo o poder da resiliência. Conte sempre com a GnTech para ajudá-lo a desenvolver essa habilidade fundamental para a vida! 

Continue aprendendo:

Postagens relacionadas

Deixe um Comentário